A trajetória das artes de governar em Michel Foucault

Leandro Menezes Universidade Federal de Goiás (2014)

O presente estudo tem como propósito analisar os problemas dos governos da vida no pensamento de Michel Foucault, entre os anos de 1974 e 1979, sobretudo, em torno da invenção, desenvolvimento e mapeamento dos conceitos biopolítica e anatomopolítica. Para isso, a elaboração de nossa pesquisa se dá a partir de uma análise atenta às origens dos governos da vida em associação com o poder pastoral, com o nascimento e com o desenvolvimento da economia política. Assume-se, nesse sentido, a tentativa de apresentar ao leitor o Foucault historiador. Um filósofo historiador que elaborou seu conhecimento como produtor de movimento, como inesgotável, portanto, sem fórmulas factíveis do passado.